Em assembleia, bancários do Itaú avaliarão acordo de teletrabalho

Os bancários do Itaú da base do Sindban participarão de assembleia remota, que ficará aberta das 8h do dia 3 de dezembro (quinta) até as 20h do dia 4 de dezembro (sexta), disposta no site http://www.bancariosdepiracicaba.com.br, para deliberar sobre acordo de teletrabalho (home office). O link para acessar a assembleia só estará funcional durante o período de votação.

Confira abaixo os principais pontos do acordo. Em caso de dúvidas, entre em contato com o Sindicato.

Ajuda de custo - A proposta prevê ajuda de custo semestral, que não integra na remuneração, no valor de R$ 480,00, totalizando R$ 960 anuais. Para o ano de 2020, tendo em vista a assinatura do acordo, será pago parcela única de R$ 160,00, referente aos meses de novembro e dezembro.

Equipamentos - Será disponibilizado pelo banco equipamentos a serem retirados pelos trabalhadores (notebook, cadeira, teclado e mouse).

Saúde - O banco deverá promover orientação aos trabalhadores sobre as medidas de prevenção de doenças e acidentes de trabalho.

Vale-transporte - O banco concederá valor proporcional a necessidade de deslocamento presencial do trabalhador, que terá que estar presente no local de trabalho quatro vezes ao mês. O bancário poderá escolher o local mais próximo da sua residência ou de melhor acesso.

Vales refeição e alimentação - Serão mantidos, da mesma forma como prevê a Convenção Coletiva de Trabalho, os vales refeição e alimentação.

Jornada - A jornada será controlada através do ponto eletrônico e ficam garantidos os intervalos de almoço e descanso.

Benefícios - O banco firmará convênio com operadoras de internet, academias, fast foods, restaurantes, entre outros.

Outros pontos - Estão incluídos no acordo também o ponto eletrônico, que já é praticado; e a quitação das horas extras, garantindo que os trabalhadores recebam as horas extras de acordo com o previsto na lei, não impactando nas 7º e 8º horas.

Imprimir