.: Ratificada necessidade de policiais se identificarem para entrar armados nos bancos

Os policiais que desejarem entrar armados nas agências bancárias terão que se identificar e aguardar que o banco, se necessário, cheque junto ao comando das polícias se realmente são policiais. Essa posição foi ratificada em encontro da Comissão de Segurança Bancária com o comando das polícias Militar, Civil e Guarda Civil, e representantes de bancos, que aconteceu nesta manhã, no Sindicato dos Bancários de Piracicaba e Região, quando foram avaliados os resultados da campanha “Semana Sem Constrangimento – Segurança é Vida”, desenvolvida pelo Sindicato dos Bancários, no período de 9 a 13 deste mês, nas agências bancárias, de conscientização dos clientes, com distribuição de material, para a importância das portas automáticas, que impedem que se entre armado nos bancos.

De acordo com o delegado Seccional da Polícia Civil de Piracicaba, João Dutra, há orientação tanto da Delegacia Geral das Polícias como do Comando Geral da PM para que os policiais se identifiquem quando precisarem entrar armados nos bancos e aguardem o procedimento de averiguação. O objetivo, como explicou, é de evitar que bandidos tentem se passar por policial e entrem armados nos bancos.

Da reunião, coordenada pelo presidente do Sindicato dos Bancários e da Comissão de Segurança Bancária, José Antonio Fernandes Paiva, também participaram o subcomandante da Guarda Civil, Oswaldo da Cunha, e o sargento da PM, Antonio Domingos Padovan, além de representantes de bancos da cidade.

Dentro da nova fase da campanha, dentro do plano de segurança bancária, definido no último dia 20 de junho, após a apresentação do mapa de segurança bancária de Piracicaba, ficou estabelecido que a Comissão de Segurança Bancária estará apresentando junto à Mesa Diretora da Câmara um anteprojeto de lei para que obrigue os bancos da cidade a instalarem guarda-volumes.

Também será desenvolvida uma campanha junto aos bancos pela instalação de novas câmeras do sistema de big brother, da Prefeitura da cidade, visando ampliar a segurança na parte externa das agências bancárias. A proposta é de que cada banco instalado no município banque os custos da instalação de uma câmera, que já conta com um total de 38 em todo sistema. “Novos equipamentos só irão contribuir para ampliar a segurança da população”, argumenta Paiva.

 

Vanderlei Zampaulo – MTb-20.124

Youtube

Enviar e-mail para amigo
X



Captcha:
O link da notícia será enviado automaticamente
Reportar erro!
X
Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo.
O link da notícia será enviado automaticamente




Captcha:
Menu
Enviar e-mail para amigo
X



Captcha:
O link da notícia será enviado automaticamente